Uma árvore, uma lua e um amor… Caraíva

IMG_0833
Foto: João Marcelo Moreira

Que a Bahia é pura alegria, todos sabem. Caraíva não chega a ser uma cidade, pelo menos não no meu conceito. Pra mim se trata de um pedacinho do paraíso no encontro de um rio com o mar. Esse cantinho do mundo é sinônimo de pé no chão. Na mochila… só vestidinhos, biquíni e chinelo. Pousadas existem, algumas até bem sofisticadas, mas eu gosto mesmo é de sentir a energia da terra batida, esticar a lona e acampar. Zero mordomia. Assim eu consigo me sentir mais livre… e foi assim que me apaixonei.

Dentre carnavais e réveillons… posso dizer que qualquer época é boa, mas prefiro menos pessoas circulando na vila. Isso porque o gostoso desse lugar é justamente a inacessibilidade aos carros e a escassez de energia elétrica. Deixar o motor do lado de lá do rio é como tirar todo o peso que carregamos ao longo do ano das costas… É desabilitar o celular. Como aquele alívio que sentimos na virada do ano, como se tudo se renovasse…

Pois bem! É assim que me sinto. Uma cidade que pra chegar à ela é preciso abandonar o conforto e os supérfluos, entrar num barquinho no qual é possível encostar as mãos na água durante a travessia e ao desembarcar, pisar na terra… só pode ser especial. Nada de asfalto, nada de postes ou som no volume máximo enlouquecendo a nossa cabeça. Sossego e natureza são as palavras que melhor traduzem esse lugar.

IMG_0975
A porta de Caraíva | Foto: João Marcelo Moreira
IMG_0992
Foto: João Marcelo Moreira

Num réveillon desses… sob uma árvore distinta, me apaixonei de olhos fechados. Ali tinha dois corações, um barquinho encostado na margem e uma lua incrivelmente redonda e cheia brilhando no rio… Poucas horas antes da virada do ano, eu conheci o homem que viria a ser o cara que mudaria a minha história de vida. Durou segundos, eternos na minha cabeça, talvez achasse que tivesse durado horas inteiras… mas foram alguns segundos que, mal sabia eu, alteraria a minha jornada pela terra.

Coração roubado, ponto. Dali em diante fui me apaixonando cada vez mais por Caraíva. Pela manhã a praiana abençoa a galera num misto de sombras coloridas pelos tecidos das tendas, água de coco fresquinha e uns camarões pra beliscar… À tarde, como que perseguindo o sol, todos vão pro lado do rio curtir o entardecer… Alguns jogando frescobol, outros fazendo yoga e eu flutuando na água e deixando a corrente me levar…

IMG_3836
Foto: João Marcelo Moreira
IMG_3929
Foto: João Marcelo Moreira
IMG_0844
Foto: João Marcelo Moreira

IMG_0793

IMG_0882
Foto: João Marcelo Moreira

IMG_0815

IMG_0817
Foto: João Marcelo Moreira

No carnaval tudo muda… os tons, o astral, a fantasia… No carnaval vale sermos quem quisermos ser. É a nossa chance de nos tornarmos algum personagem e morrer de rir. Em Caraíva a bagunça é diferente, ligeiramente organizada. Um bloquinho circula pela vila cantando marchinhas e puxando a todos que inocentemente, pensam que vão só assistir sem se embolar no meio. Aqui a mistura é essencial. Achei uma delícia me perder no clima do bloquinho e participar um pouco dessa tradição que todo ano se repete.

IMG_4045
Foto: João Marcelo Moreira
IMG_4029
Foto: João Marcelo Moreira
IMG_3973
Foto: João Marcelo Moreira
IMG_4054
Foto: João Marcelo Moreira

Além do bloquinho diurno, a noite aqui também é caprichada. Eu gosto mesmo é de começar provando uma cachacinha na Cachaçaria da esquina, normalmente com alguém dando uma palinha no som e deixando tudo mais charmoso. Depois de bebericar, o bom é ir pra pizzaria. Eles assam umas pizzas na pedra… humm… e servem tudo na beira do rio, quase molhando os pés. Costuma ter um chorinho daqueles que dá vontade de dançar de leve, sutil ao redor da mesa.

E pra mim, a noite perfeita acaba no Forró do Pelé. Lá pelas tantas, o forró abre as portas pra quem gosta de rodopiar e experimentar o calor humano. Pros mais românticos como eu… uma grande vantagem de não ter iluminação pública, é que as ruas ficam meio escuras e misteriosas, e o bom disso é que o céu fica estupidamente claro e nítido. Limpo a ponto de ver a via láctea deitada na areia da praia. Ali eu sou capaz de ir pra outra dimensão, simplesmente respirando e olhando o infinito.

IMG_4305
A Cachaçaria da esquina… | Foto: João Marcelo Moreira
IMG_4304
Foto: João Marcelo Moreira
CARAÍVA 19
Chorinho na Pizzaria

CARAIVA 3

CARAIVA

Caraíva fica entre dois outros pequenos paraísos, Corumbau e Praia do Espelho. São completamente diferentes do climinha raiz daqui. Pra chegar em Corumbau é só alugar um boogie, encarar umas dunas, um rio, caminhar uns metros e curtir essa praia delícia. Acho que uma das mais lindas que já visitei. Já a Praia do Espelho, pode-se pegar uma escuna que vai te deixar no pico. Também dá pra ir à pé, acho que uns 5km entre areia, trilha e falésia, mas só a ida, pois é um pouco cansativo e o sol não perdoa.

O segredo é que esse caminho pela praia até o Espelho guarda algumas boas surpresas. Uma lagoa iradíssima, um bar bem rústico entre algumas árvores e redes pra descansar, que ainda oferece um pastel de peixe muito saboroso… Na trilha, subimos sobre as falésias e de gruja ganhamos um visual ridículo de tão lindo. Sinceramente? Chegar na Praia do Espelho depois de fazer essa caminhada faz toda a diferença. Nem sempre só o destino é que interessa, não é verdade?

IMG_0916
A caminho da Praia do Espelho | Foto: João Marcelo Moreira
IMG_0950
Foto: João Marcelo Moreira
IMG_4164
Subindo as falésias | Foto: João Marcelo Moreira
IMG_4173
Foto: João Marcelo Moreira
IMG_4175
Chegando na Praia do Espelho | Foto: João Marcelo Moreira

Caraíva é isso… uma vila cheia de casas simples com pessoas querendo fugir da civilização… Ruas estreitas com árvores frutíferas e cercados de madeira definindo o espaço… Um capricho aqui… uma surpresinha ali… O que posso dizer é que é um caminho sem volta. Uma vez que pisei lá, nunca mais me apaixonei assim… por lugar algum. Quer coisa melhor do que encontrar nesse mundo enorme, um canto que te deixe assim… suspirando?

IMG_0838
Foto: João Marcelo Moreira

Só posso desejar que cada um encontre uma Caraíva pra chamar de sua…

Namastê

4 comentários sobre “Uma árvore, uma lua e um amor… Caraíva

    1. Opa Marina! Então põe pilha no Flavinho que a gente vai junto. ;)
      Caraíva é realmente mágico! Você vai amar! Bom te ver por aqui… beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *