Nagarkot e Bhaktapur, Nepal

NAGARKOT 1

Bhaktapur! Muitas vezes realizar um sonho requer sacrifícios. O meu era ver o sol nascer no Himalaia. O sacrifício? Acordar às 3:30h da matina com temperatura congelante, pegar um taxi e quase duas horas de estrada. Muita neblina a ponto do taxi andar a 10km/h por não ver nada a 2 metros a frente do carro. Saímos então de Kathmandu rumo à Nagarkot, do alto dos seus 2.195m de altitude.

Chegamos há uns 30 eternos minutos antes do sol nascer. O que significa que quase congelamos vivos até a hora do espetáculo. Mas quer saber? Lentamente os topos das montanhas da cadeia do Himalaia foram se iluminando em tons de laranja e fez cada minuto da espera valer a pena. Sobre um mar de nuvens, todo o Himalaia foi vibrando cores e trazendo vida pra região. E abençoando o dia, o sol se mostrou finalmente por inteiro.

Foto João Marcelo Moreira
Himalaia antes do sol nascer | Foto João Marcelo Moreira
Foto João Marcelo Moreira
Himalaia antes do sol nascer | Foto João Marcelo Moreira
Foto João Marcelo Moreira
Sol no Himalaia | Foto João Marcelo Moreira
Foto João Marcelo Moreira
Himalaia | Foto João Marcelo Moreira
Foto João Marcelo Moreira
Foto João Marcelo Moreira
Foto João Marcelo Moreira
Foto João Marcelo Moreira

E da Casa de Chás, também no topo de Nagarkot, ainda curtimos um chai bem quentinho pra esquentar o corpo, enquanto sentados admirávamos tamanha beleza.

“É nas montanhas que eu me encontro. É nas montanhas que renovo as minhas energias.”

NAGARKOT 2

NAGARKOT 3

NAGARKOT 4

Alimentados de corpo e alma, partimos daqui para Bhaktapur. Chegamos na cidade por volta das 10hs da manhã e para minha surpresa, a neblina ainda estava muito forte e não deu trégua. Mas vamos combinar que ter a oportunidade de conhecer a cidade assim é um privilégio. Assistimos a cidade acordar e todo seu movimento surgir aos poucos. E me admirei ao ver, bem cedo, crianças caminhando nas ruas para irem pra escola, mesmo num frio de cortar os pulsos.

BHAKTAPUR

BHAKTAPUR 1

BHAKTAPUR 2BHAKTAPUR 4

Aos poucos a neblina foi dissipada e o burburinho tomou conta. Aquela cidade que à princípio parecia ter parado no tempo, se mostrou cheia de vigor e com o comércio mais charmoso do Nepal. Lojinhas e bancas com frutas por todos os lados, crianças soltas brincando, senhorinhas tecendo, enfim, a vida acontecendo.

BHAKTAPUR 8

BHAKTAPUR 9

BHAKTAPUR 6

BHAKTAPUR 7

BHAKTAPUR 10

O gostoso de Bhaktapur é caminhar sem pressa e curtir as incontáveis ruas por onde é possível se perder sem se cansar. Eu e o João passamos um dia agradabilíssimo passeando por essa charmosa vila e no final do dia voltamos pra Kathmandu, onde tínhamos uma base em Thamel.

O Nepal me surpreendeu em todos os quesitos e não é à toa que turistas do mundo inteiro sonham em vir aqui. E posso dizer que na minha próxima viagem pelo Oriente, farei uma nova parada nesse país tão rico, tão generoso e tão abençoado por natureza.

Foram dias únicos e inesquecíveis. Que país incrível!

Namastê

2 comentários sobre “Nagarkot e Bhaktapur, Nepal

    1. Ei Rodrigo! Não contratamos nenhuma empresa. Quando chegamos em Kathmandu combinamos com um taxista pra ficar por nossa conta durante um dia todo. Me lembro de não ter sido caro não. E a vantagem é que tivemos liberdade de escolher os lugares onde parar e quanto tempo ficar em casa local. Uma amiga já tinha me recomendado Nagarkot e Baktapur. Então já fui sabendo o roteiro que queria fazer. Se eu puder te ajudar mais, só falar. Abs. Juliana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *